Service Life of Oriented Strand Board
Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

A estrutura de um edifício LSF é composta de muitas centenas de peças metálicas aparafusadas entre si. Durante a construção da estrutura, as peças metálicas passam a ser revestidas, com o objectivo de conferir maior interligação entre todas as peças resistentes. Este revestimento estrutural pode ser constituído por diversos tipos de placas estruturais, sendo que o OSB é hoje o material mais comum.

As placas OSB são compostas por lâminas de madeira orientadas. Daí o nome: OSB - Oriented Strand Board, ou seja, Placas de Partículas Orientadas. É portanto um aglomerado de partículas de madeiras longas e orientadas, com características similares aos dos chamados sistemas estruturais em madeira lamelada colada.

Durabilidade do OSB

Visto que estas placas não são meramente decorativas, possuindo funções estruturais passíveis de cálculo de engenharia, surgem usualmente questões relacionadas com a sua durabilidade. Se forem tomadas as devidas precauções ao nível do projecto, através da utilização de correctas disposições construtivas e de produtos preservadores adequados à classe de risco em que os elementos estruturais de madeira se encontram, a sua durabilidade será, teoricamente, infinita. São os Eurocódigos que determinam essas condicionantes e estabelecem um limite mínimo à vida útil expectável dos elementos estruturais.

Considerações sobre a vida útil das placas OSB podem ser obtidas no documento "Service Life of Oriented Strand Board (OSB)", publicado em Novembro de 2000 pela APA - The Engineered Wood Association. Para benefício dos nossos visitantes, decidimos efectuar a tradução deste documento e publicá-lo abaixo neste artigo.

apa-osb.jpg

VIDA ÚTIL DAS PLACAS DE PARTÍCULAS ORIENTADAS (OSB)

Copyright 2000 by APA - The Engineered Wood Association

Ocasionalmente levantam-se questões sobre a vida útil do OSB. Os comentários abaixo estão relacionados com esse assunto.

A classificação Exposição 1 dada pela APA aos revestimentos estruturais, o que inclui a maioria dos tipos de OSB, destina-se às aplicações protegidas, tais como telhados, pisos e paredes. Nenhum dos produtos assim classificados se destinam a aplicações que exigem exposição directa ao ambiente ao ar livre. A APA apenas recomenda o OSB como produto exposto de acabamento se as placas possuírem um revestimento de fábrica composto por películas adequadas, devendo posteriormente ser pintadas. Estas placas deverão possuir uma marcação que as identifique claramente como produto para o exterior.

O OSB é um produto compósito à base de madeira que é essencialmente constituído por dois componentes: madeira e colas sintéticas (por exemplo, resinas fenólicas ou isocianatos). As colas sintéticas utilizadas na fabricação do OSB são concebidas para aplicações exteriores, com boa resistência à água e um alto grau de durabilidade. É bem conhecido que a madeira tem uma vida útil longa, quando devidamente projectada, instalada e mantida. Portanto, se a coesão interna do OSB for mantida, a sua vida útil deve ser comparável à da madeira maciça.

O OSB tem sido comercializado por mais de 20 anos. Estudos sobre a exposição ao ambiente, realizados por terceiros, têm mostrado que, se o OSB for mantido e protegido adequadamente, não há razão para esperar perda significativa de coesão após muitos mais anos de exposição. Os principais factores ambientais que afectam a vida útil da madeira e dos produtos compósitos à base de madeira são: 1) a degradação por acção dos raios ultravioleta 2) temperatura, 3) ataque de fungos, e 4) humidade.

1. Degradação por ultravioleta (UV): Este é um processo químico pelo qual a acção da luz UV e do oxigénio (foto-oxidação) pode resultar em degradação. Visto que as placas OSB usadas em paredes, por exemplo, são protegidas por revestimentos, os UV não provocarão efeitos. No entanto, a manutenção do OSB, ou seja, repinturas ou reparação de revestimentos, deve ser realizada periodicamente para assegurar que as placas não ficam directamente expostas.

2. Efeito da temperatura: Pesquisas realizadas pela APA em contraplacado marítimo revelaram que as baixas temperaturas não afectaram as propriedades das placas. Não foi detectado qualquer efeito de temperaturas de -56ºC em contraplacados fabricados com resinas fenólicas. Como os elementos essenciais do contraplacado são fibras de madeira e as mesmas colas sintéticas, não há razão para supor que o OSB teria um comportamento diferente em relação ao efeito do frio e do calor. No entanto, as placas não devem ser expostas regularmente a temperaturas acima dos 110ºC, visto que a pirólise pode resultar em carbonização e posterior perda de massa. A expansão por acção da temperatura é negligenciável quando comparada com a expansão higroscópica.

3. Ataque de fungos: Produtos compósitos à base de madeira possuem melhor resistência à decomposição do que a madeira maciça. Shi e Wang (1997) realizaram testes no solo (AWPA E10-91), comparando a resistência à decomposição da madeira maciça e dos compósitos de madeira. Os resultados indicaram que o desempenho dos compósitos de madeira, no que diz respeito à perda de massa, foi melhor que o da madeira maciça. Isto dá-se devido à maior densidade da madeira nas placas e da incorporação de adesivos sintéticos. Quando a densidade é mais alta, a penetração do oxigénio e da humidade para o interior do substrato torna-se mais difícil, inibindo o crescimento de fungos. Colas sintéticas também têm um efeito negativo sobre o ataque de fungos. O ataque de fungos só acontece em certos níveis de temperatura e de humidade relativa. Se o OSB for usado correctamente, não proporcionando um ambiente para o desenvolvimento de fungos, problemas de decomposição podem ser evitados.

4. Efeitos da humidade: Esta é a maior preocupação relacionada com a durabilidade das placas OSB. As alterações no teor de humidade afectam a estrutura interna do OSB, devido ao inchaço e retracção dos elementos de madeira. O OSB pode suportar as condições de exposição associado com os atrasos na construção, antes de ser revestido, tal como qualquer produto de madeira, pois a flutuação do teor de humidade está dentro de um intervalo limitado e dum número limitado de ciclos. As tensões internas devido às alterações dimensionais higroscópicas e o stress devido aos ciclos de humidade, não são suficientemente altos para quebrar a coesão entre as partículas de madeira, sendo que as propriedades de resistência global do OSB não serão afectadas. As recomendações são, contudo, que o OSB apenas seja usado num ambiente de serviço sem contacto directo com a água. Esta é uma exigência comum a qualquer outro material de construção.

Conclusões

  • 1. A vida útil do OSB é indefinida (50 anos expectáveis ou mais) se for devidamente aplicado e protegido.
  • 2. O OSB não deve ser usado em exposição permanente ao ar livre a menos que as placas sejam classificadas para Exterior, e que a pintura recomendada seja renovada periodicamente.
  • 3. O OSB não deve ser utilizado num ambiente onde a temperatura habitual é superior a 110ºC.
  • 4. Arquitectura e engenharia adequada e correcta instalação e manutenção contribuirão para ampliar a vida útil do OSB.

Referências

  • Deppe, H. J. 1981. Long-term comparative tests between natural and accelerated weathering exposures of coated and uncoated wood-based material. Proceeding of the 15th WSU International Symposium on Particleboard. T. M. Maloney, ed. Washington State University, Pullman, WA, pp 79-100.
  • O'Halloran, M. R. Plywood in hostile environments: Physical properties and applications. 1975, APA Research Report 132, pp 22.
  • O'Halloran, M. R. and C M Erb, Jr. 1981. Proceeding of the 15th WSU International Symposium on Particleboard. T. M. Maloney, ed. Washington State University, Pullman, WA, pp 47-58.
  • Shi, Q. and J. Z. Wang 1997. Utilization of polymer automobile fluff in wood fiberboard. Journal of Solid Waste Technology and Management 24 (4).

Publicidade Google


Copyright © 2003-2016 FUTURENG. Todos os direitos reservados. A utilização deste site pressupõe a aceitação dos presentes termos e condições. Se não estiver de acordo com eles, não utilize este site.