Ponte térmica
Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Ponte térmica é um termo que designa toda e qualquer zona da envolvente dos edifícios em que a resistência térmica é significativamente alterada em relação à zona corrente. Essa alteração pode ser causada pela existência localizada de materiais de diferentes condutibilidades térmicas e/ou por uma modificação na geometria da envolvente, como é o caso das ligações entre diferentes elementos construtivos.

Em termos simples, pontes térmicas são as regiões onde a caixa de ar ou o isolamento térmico da parede exterior de um edifício é interrompido. Usualmente, os pilares, vigas, lintéis, cabeceiras e ombreiras ou as lajes constituem pontes térmicas visto que interrompem ou delimitam os panos de alvenaria. No caso da construção LSF, pelo menos a cada 60 centímetro existe um perfil metálico, o que também interrompe o isolamento térmico colocado na cavidade da parede. No entanto, estes perfis são extremamente delgados, usualmente com pouco mais de 1 mm de espessura, sendo que todo o esqueleto metálico é ainda revestido com materiais de isolamento térmico, tal como o OSB o sistema ETICS.

Riscos

Existindo uma menor resistência térmica nestes locais, poderão ocorrer condensações dando origem ao aparecimento de bolores e fungos. Isto resulta num efeito prejudicial para o edifício e para os seus ocupantes visto que contribui para a degradação dos materiais de construção utilizados. Poderá provocar danos na saúde dos ocupantes, prejuízos nos seus bens e ainda o aumento dos custos de energia relativos à climatização a médio e longo prazo.

Soluções na construção convencional

Existem métodos para eliminar as pontes térmicas em edifícios de betão armado e alvenaria. No entanto, esses processos não são habitualmente usados visto que implicam custos que muitos construtores e clientes não pretendem assumir.

Na construção LSF

Toda a estrutura de um edifício construído segundo o sistema LSF é revestida com placas OSB, compostas essencialmente de madeira, um mau condutor térmico. A transferência de calor é ainda mais dificultada pela aplicação de um reboco térmico pelo exterior, ou ETICS. Este sistema de revestimento compõe-se de placas de EPS com pelo menos cinco centímetros de espessura. As coberturas são também isoladas termicamente através da aplicação de placas de EPS ou XPS. Desta forma, todas as pontes térmicas são reduzidas ou mesmo eliminadas. Adicionando isso ao isolamento na cavidade da parede, usualmente composto de duplo painel de lã de rocha, facilmente se conclui que o sistema LSF garante um isolamento térmico de nível superior.

Publicidade Google


Copyright © 2003-2016 FUTURENG. Todos os direitos reservados. A utilização deste site pressupõe a aceitação dos presentes termos e condições. Se não estiver de acordo com eles, não utilize este site.