Origens e história do LSF
Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Para definir os antecedentes históricos do Light Steel Framing temos que remontar aos Estados Unidos, no Século XIX. Naqueles anos, a população do país multiplicou-se por dez sendo necessário recorrer aos materiais disponíveis localmente e a métodos práticos e céleres que permitissem aumentar a produtividade na construção de novas habitações. Este tipo de sistema construtivo com estrutura em madeira é usualmente designado por wood framing. A madeira, passou a ser utilizada então como principal elemento estrutural dos edifícios residenciais e assim permaneceu até hoje.

Saiba mais sobre a origem do wood framing:

Ao terminar a Segunda Guerra Mundial, o aço era um recurso abundante e as empresas metalúrgicas haviam obtido grande experiência na utilização do metal devido ao esforço da guerra. Primeiro usado nas divisórias dos grandes edifícios com estrutura em ferro, o aço leve enformado ou moldado a frio passou a ser usado em divisórias de edifícios de habitação e acreditava-se que poderia substituir a inteira estrutura de madeira nas moradias.

As aplicações de aço enformado a frio são encontradas tão cedo quanto a década de 1850, tanto nos Estados Unidos como na Grã-Bretanha. No entanto, a legislação norte americana aplicável ao LSF só começou a dar os primeiros passos na década de 40, no Século XX. Um outro grande impulso foi dado nos anos 80 quando diversas florestas mais antigas foram vedadas à indústria madeireira. Isto levou ao declínio da qualidade da madeira empregue na construção e a grandes flutuações no preço desta matéria prima. Em 1991, a madeira usada na construção subiu significativamente em poucos meses o que levou muitos construtores a passar a usar o aço imediatamente.

Após este início explosivo mas pouco estruturado, criaram-se associações de técnicos e construtores e o LSF passou a ser encarado profissionalmente. Hoje é incomparavelmente mais fácil trabalhar o aço leve do que há apenas quinze anos atrás. O sistema está em franco desenvolvimento e é largamente empregue na construção de edifícios nos países mais desenvolvidos, como os EUA, Japão, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, norte da Europa, e África do Sul. Muitos países passaram a usar as estruturas metálicas mesmo aqueles com pouca tradição nesta área. Um deles foi o Brasil. Poderá ler algo sobre a evolução do LSF neste gigante sul americano, clicando aqui.

Em Portugal

O mesmo se pode dizer do mercado no nosso país. Com o aumento da consciência do público em relação à fraca qualidade de execução de construções em alvenaria, é de esperar uma contínua procura de alternativas. Desde o início titubeante do LSF em Portugal por volta de 1993, a procura por casas com estrutura em aço tem sido constante. Nem sequer os fracassos e erros cometidos pelos pioneiros nesta área impediram o sucesso do LSF. Com a maior divulgação também virá um melhor conhecimento por parte do público e, sem dúvida, far-se-á uma selecção natural eliminando-se aqueles construtores que não demonstram competência ou usam métodos pouco éticos. Só os mais bem preparados sobreviverão, para bem da indústria e dos consumidores.

Publicidade Google


Copyright © 2003-2016 FUTURENG. Todos os direitos reservados. A utilização deste site pressupõe a aceitação dos presentes termos e condições. Se não estiver de acordo com eles, não utilize este site.