Eficiência do LSF na reabilitação urbana

Construir edifícios eficientes é importante. Mas mais importante é reabilitar os que já existem, melhorando a sua eficiência. Esta é uma das melhores formas de promover o desenvolvimento sustentável no mercado habitacional, reduzindo a pegada ecológica do país.

O LSF e a reabilitação de edifícios

Apesar de ser usado em todo o mundo para a construção residencial de raiz, o baixo peso do aço e dos restantes materiais usados no Light Steel Framing, tornam este método construtivo ideal para remodelar edifícios antigos. Esta é uma das características que permitem classificar o LSF entre a chamada construção sustentável ou "green building".

Especialmente em certas zonas urbanas, algumas delas de difícil acesso como no centro histórico das cidades, a utilização de materiais mais leves reduz as dificuldades de transporte e elevação. O LSF mostra ser especialmente vantajoso na substituição de pisos em madeira ou telhados já degradados. O baixo peso dos materiais empregues, frequentemente elimina a necessidade de reforçar a estrutura do edifício. Em alguns casos, esta vantagem torna o LSF a única alternativa possível para dividir espaços ou acrescentar um novo piso. Diminuir a carga sobre estruturas antigas contribui ainda para melhorar o seu desempenho perante um terramoto.

Edifícios que mantêm apenas as suas fachadas podem ser completamente renovados ou ampliados, com pisos intermédios, novos pisos e novas coberturas, usando o aço leve. Nestes casos, a estrutura antiga acaba por receber menos cargas do que antes, resolvendo problemas de engenharia que se tornariam difíceis ou extremamente caras usando o betão armado ou o aço pesado.

Outras vantagens apreciáveis prendem-se com a rapidez de construção, a redução ou mesmo eliminação de cofragem, não necessitar de abertura de roços, menor consumo de água com a consequente eliminação de tempos de cura ou de secagem e ainda menos ruídos e escombros.

A reabilitação ou remodelação de espaços em edifícios antigos permite manter o mesmo aspecto ou traça existente, mas trazendo melhoras significativas ao conforto interno.

Vantagens

Resumo das vantagens do LSF na reabilitação urbana:

Limitações

O sistema LSF não é adequado à contenção de fachadas. Assim, se isso for necessário, uma estrutura adequada deverá ser projectada e aplicada. Usualmente, são utilizados elementos em betão armado ou em aço laminado a quente para garantir e reforçar a estabilidade de fachadas debilitadas. Por exemplo, a execução de uma cinta perimetral em betão armado no topo das paredes exteriores pode permitir a sua consolidação. Posteriormente, sobre esse lintel, pode ser aplicada a estrutura metálica da cobertura ou de um novo piso.

Caso seja necessário garantir a ligação entre paredes antigas paralelas ou perpendiculares, pode ser necessário recorrer a elementos estruturais em outros materiais com maior capacidade à compressão.

Exemplos

Deixamos abaixo links para algumas obras de reabilitação no nosso portfólio de projectos. As imagens são usualmente recolhidas pelos próprios construtores. Assim, estamos sempre dependentes da quantidade e da qualidade das fotos que nos enviam.

Publicidade Google


Copyright © 2003-2016 FUTURENG. Todos os direitos reservados. A utilização deste site pressupõe a aceitação dos presentes termos e condições. Se não estiver de acordo com eles, não utilize este site.