Térmica - Estudo Comparativo
Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Com o objetivo de ajudar a compreender o impacto do isolamento térmico nos diferentes tipos de construção, a Futureng preparou dois estudos nesta temática.

cert-en.jpg
  • O primeiro estudo, designado por "Barraca A+", ajuda a perceber como mesmo casas com métodos construtivos de excelência podem ter classificações baixas de comportamento térmico segundo a metodologia de classificação do RCCTE, sendo que o contrário também é verdade.
  • O segundo estudo, designado por Estudo Comparativo (apresentado nesta página), é de ordem mais prática e consiste basicamente numa comparação entre dois edifícios com a mesma arquitetura: um com estrutura LSF corrente e outro com estrutura tradicional corrente.

Qual a diferença de comportamento entre um edifício em LSF e tradicional?

Este estudo simples compara duas edificações com a mesma arquitetura e condicionantes mas com soluções de envolvente diferentes. Todos os aspetos que não têm necessariamente a ver com o método construtivo assumiram-se iguais.

Estudo Comparativo

O edifício base usado neste estudo é uma pequena moradia T2 no continente a mais de 5 km da costa localizada em zona urbana do concelho de Lisboa, com área de 93,80 m2.

Resumem-se no quadro seguinte as características de cada solução:

TabelaB1.png

Tanto no LSF como na construção tradicional consideraram-se duas soluções ditas correntes. Evidentemente tanto num caso como no outro há outras soluções melhores e piores. O objetivo desta comparação é apenas perceber onde se encontram diferenças maiores nos resultados finais.

Nos quadro de resultados finais apresentam-se duas situações distintas para melhor compreensão do impacto do sistema construtivo.

Na situação 1, não se tomaram decisões sobre equipamentos a adotar para climatização e águas quentes sanitárias (AQS):

TabelaB2.1.png

Na situação 2, escolheram-se equipamentos com rendimentos correntes bons:

TabelaB2.2.png

Para compreender o impacto da escolha de equipamentos em qualquer edifício sujeito a uma estudo de comportamento térmico, consulte o estudo "Barraca A+".

No quadro seguinte estão compilados os resultados da comparação:

TabelaB3.png

Nota: Nic/Ni representa a relação entre as necessidades nominais de aquecimento e o valor limite para as necessidades nominais de aquecimento; Nvc/Nv representa a relação entre as necessidades nominais de arrefecimento e o valor limite para as necessidades nominais de arrefecimento; Nac/Na representa a relação entre necessidades energéticas para aquecimento das águas quentes sanitárias (AQS) e o máximo que este valor pode ter; Ntc/Nt representa a relação entre as necessidades globais anuais nominais específicas de energia primária e o máximo que este valor pode ter (esta relação está na base na classificação energética).

Uma análise do quadro acima permite destacar alguns aspectos:

  • Estação de aquecimento (Inverno). O parâmetro Nic representa genericamente o quanto se terá de aquecer uma edificação no Inverno e está intimamente ligada à qualidade da envolvente. O isolamento passivo de uma edificação em LSF permite-lhe necessitar de menos energia exterior para garantir uma temperatura confortável durante o Inverno. Vemos, portanto, um excelente comportamento em comparação com a solução tradicional aqui simulada.
  • Estação de arrefecimento (Verão). Aqui notam-se menos diferenças entre as soluções. Devido à falta de inércia térmica, um edifício em LSF necessita de boas solução de ventilação no Verão por forma a que a temperatura se mantenha confortável. Este fato é refletido na pequena diferença de resultados apresentada.
  • Águas Quentes sanitárias (AQS). É um parâmetro que não é afetado pelo método construtivo, pelo que os resultados são iguais em ambos os casos.
  • Classificação energética. O contributo do comportamento no Inverno acaba por ter uma influência grande na relação Ntc/Nt que permite calcular a classificação energética. Na verdade, mesmo sem decisões nos equipamentos, consegue obter-se a classificação A.

Impacto económico

Energia é dinheiro. Para melhor compreender como o quadro acima se traduz em custos, apresenta-se o seguinte quadro:

TabelaB4.png

Conforme se pode observar, para as situações simuladas, um edifício em LSF poderia representar uma poupança anual significativa.

Dados técnicos

Para obter os dados técnicos que serviram de base para a simulação, consulte a Nota Técnica dos estudos no link abaixo.

NOTA%20TECNICA_SITE.pdf

Publicidade Google


Copyright © 2003-2016 FUTURENG. Todos os direitos reservados. A utilização deste site pressupõe a aceitação dos presentes termos e condições. Se não estiver de acordo com eles, não utilize este site.