Construção modular
Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

O processo mais simples de construir com o sistema LSF é a montagem da estrutura peça por peça no próprio local da obra. Os perfis ou vigas estruturais são transportados e colocados directamente no estaleiro e, se necessário, são ali cortados à medida. No caso das paredes estruturais, por exemplo, os perfis montantes são aparafusados aos canais de topo e de base a distâncias regulares. Esta montagem é efectuada no chão ou sobre uma bancada. Depois de se completar a fixação, estas paredes, ou segmentos, são erguidas à mão para a sua posição definitiva. Nos pisos superiores, os perfis são colocados sobre a nova laje e o processo construtivo das paredes repete-se.

Painelização e construção modular

No entanto, existem outros processos de pré-fabricação de construir paredes, pisos ou asnas de cobertura. Entre eles estão a painelização e a construção modular. No primeiro caso, os perfis ou vigas são conectados em fábrica formando painéis que são posteriormente transportados para o local. No caso da construção modular, estes painéis são interconectados em fábrica e, ainda ali, são providos das instalações necessárias e revestidos, formando um módulo que constitui uma divisão da casa. Os módulos são então transportados e montados no local.

A construção modular, tal como a painelização, permitem construir com elevado rigor, em menos tempo, com custos mais acessíveis e controlados e com menor impacto no ambiente e na vizinhança durante o tempo da construção. Visto que são um processo industrializado, que normalmente implicam montagem em fábrica e transporte, os materiais que constituem a estrutura deverão ser resistentes mas leves. Nesse aspecto, nenhum outro material é tão adequado quanto os perfis de aço galvanizado enformados a frio. As estruturas ligeiras que usam estes perfis constituem o que se designa por Light Steel Framing.

  • Sobre construir em painéis obtenha mais informação no artigo: Painelização

Construção modular

Construção modular designa um processo de construir edifícios, normalmente moradias, por juntar secções ou módulos que foram fabricados num local e posteriormente transportados e montados na sua localização intencionada. Os módulos são montados para constituir um único edifício, recorrendo a gruas ou outros meios de elevação. Casas modulares são diferentes de casas móveis ou caravanas. Usualmente, após montagem dos módulos, a casa permanece definitivamente no seu local, tal como qualquer outro edifício.

Visto que a construção modular é um processo industrializado, que normalmente implica montagem em fábrica e transporte, os materiais que constituem a estrutura deverão ser resistentes mas leves. Nesse aspecto, nenhum outro material é tão adequado do que os perfis de aço galvanizado enformados a frio.

A construção modular permite erguer simultaneamente as paredes, pisos, tectos e coberturas. Na construção em obra, cada uma destas fases só pode ser iniciada depois de concluída a anterior. Em contraste, na construção modular a montagem é efectuada em fábrica e depois trazida para o local definitivo. Este processo permite reduzir substancialmente o tempo necessário para concluir os trabalhos.

Este tipo de construção modular permite executar em armazém a maior parte das tarefas da obra, incluindo a canalização, electricidade, isolamento, caixilharia e até os revestimentos decorativos exteriores e interiores. Os segmentos são compostos por salas ou quartos inteiros, incluindo paredes, pisos e tectos, que posteriormente são transportados e acoplados a outros módulos. Naturalmente, para que se aproveite todo o potencial deste método de construção industrializada, é comum que o cliente tenha de optar por uma arquitectura já existente. Ainda assim, é sempre possível adaptar a casa aos desejos do cliente por optar entre diferentes módulos e configurações.

Vantagens da construção modular

A construção modular exige uma arquitectura rigorosa e normalmente é vocacionada para a massificação. Assim, o gosto do cliente terá menos preponderância e estará limitado a modelos já existentes. No entanto, muitos clientes consideram que as vantagens superam em muito essas limitações. É especialmente apreciado o rigor e qualidade de construção, visto que todo o processo é controlado num ambiente fabril. Outras das grandes vantagens é a rapidez de construção. Se o LSF já é notável por esta vantagem, a construção modular com estrutura LSF permite reduzir o tempo ainda mais. Outra vantagem é a possibilidade de juntar módulos e com isso aumentar o espaço da casa original. Este é um aspecto muito relevante para quando uma família cresce ou quando a situação financeira do proprietário permite investir mais na sua casa. Também, o impacto negativo na vizinhança e no ambiente durante a fase de montagem no local é reduzido ao mínimo.

Construtores

Apesar de ainda não ser uma prática comum em Portugal, alguns construtores têm recorrido à painelização e à construção modular. Deixamos aqui alguns dos que estão alistados nas nossas páginas:

Exemplo

Deixamos abaixo um dos exemplos de moradias modulares executadas com estrutura em perfis de aço galvanizado (sistema LSF). Com engenharia da Futureng, foram montados módulos para cerca de 20 moradias em Portugal e depois transportadas por navio para a Ilha do Mussulo, em Angola.

Mussulo1.jpg

Montagem dos chassis das casas em fábrica

Mussulo2.jpg

Montagem dos chassis das casas em fábrica

Mussulo3.jpg

Transporte em camião

Mussulo4.jpg

Colocação dos módulos no navio, no porto marítimo

Mussulo5.jpg

Fase de montagem

Mussulo6.jpg

Obra finalizada

Publicidade Google


Copyright © 2003-2016 FUTURENG. Todos os direitos reservados. A utilização deste site pressupõe a aceitação dos presentes termos e condições. Se não estiver de acordo com eles, não utilize este site.