Coberturas
Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

A estrutura das coberturas de um edifício LSF pode ser executada de diferentes formas.

Asnas de cobertura

Lagoa_(01).JPG

Caso o sótão não seja habitável, provavelmente o projecto de engenharia contemplará a execução de asnas de cobertura. Estes elementos de configuração triangular e com geometria adaptada à configuração pretendida, são usualmente construídos recorrendo apenas a perfis C90. Os diversos segmentos que constituem cada asna são unidos entre si por parafusos, sendo que a sua quantidade, espessura e comprimento, bem como espaçamento, são objecto de cálculo de engenharia. Estas asnas podem repetir-se em modulações de 60 cm ou em espaçamentos superiores sendo posteriormente conectadas por madres metálicas.

Poderá observar um exemplo de uma estrutura de telhado com asnas na seguinte página:

Vigas de cobertura

Caso o sótão seja habitável, haverá necessidade de executar uma laje de piso em cujas extremidades se fixarão as vigas de cobertura pendentes, que usualmente são espaçadas por 60 cm entre si. Estas por sua vez serão unidas, através de parafusos, a uma viga de cumeeira. As vigas a aplicar podem variar de secção consoante o vão da cobertura, sendo comum aplicar vigas C200.

Revestimento de cobertura

Lagoa_(19).JPG

A estrutura metálica, seja em asnas ou em vigas, pode então receber um revestimento estrutural em OSB, caso isso se considere necessário. Posteriormente aplicam-se materiais de isolamento térmico e acústico, tal como painéis de placas de XPS ou EPS, bem como produtos de impermeabilização, como por exemplo uma subtelha. Finalmente, poderá ser aplicado um ripado metálico ou plástico para suporte das telhas cerâmicas.

Lembramos, no entanto, que a cobertura pode ser executada com qualquer material usualmente empregue nas construções convencionais. Desde a telha cerâmica tradicional, às telhas asfálticas ou metálicas, qualquer material pode ser aplicado sobre a estrutura metálica provida ou não de forro em OSB, isolamento térmico ou impermeabilização. A cobertura pode ser inclinada ou plana, visitável ou não, conforme o delineado no projecto de arquitectura.

Sistemas de cobertura patenteados

Existem algumas empresas que comercializam sistemas de asnas metálicas e os respectivos materiais de acabamento da cobertura. Um dos mais conhecidos é o sistema Tectum®, comercializado pela Lusoceram. Este sistema composto é definido como uma solução integral para coberturas inclinadas de telhado, composta por cinco elementos básicos: telha, sub-telha, isolamento (térmico e acústico), estrutura metálica e acabamento interior.

Na verdade, o sistema Tectum® é realmente uma variante do Light Steel Framing. A diferença reside essencialmente na forma dos perfis empregues. Mais informações sobre perfis com configurações diferentes das padronizadas ou com formatos patenteados podem ser obtidas no seguinte artigo:

Copyright © 2003-2014 FUTURENG. Todos os direitos reservados. A utilização deste site pressupõe a aceitação dos presentes termos e condições. Se não estiver de acordo com eles, não utilize este site.